Recent Posts

Qualquer doença crónica está normalmente acompanhada de variações psicológicas e instabilidade mental. É comum ocorrer problemas de depressão assim como ansiedade, consequentes dos níveis constantes de stress que esgotam o organismo por completo.
Qual a origem e a diferença entre depressão e ansiedade?

Ambos os sintomas têm a mesma origem porem são relativos a tempos diferentes. O nosso corpo é estável quando se relaciona com o tempo presente do indicativo. Um tempo que transmite consciência ao nosso "eu". Quando estamos a viver focados no presente, o fluxo de pensamentos diminui, limitamos-nos a observar, apreciar e a saborear aquilo que nos rodeia.

pânico

Quando surgem problemas o nosso corpo reage aumentando o stress, um mecanismo fundamental de sobrevivência. O problema é quando ele se torna cronico e instável levando o corpo a catabolizar constantemente, impedindo a sua regeneração. Isto deixa o organismo completamente exausto e o cérebro para poupar energia desativa o sistema nervoso autonómico simpático (responsável pela ação), para um sistema parasimpático (responsável pela reparação), levando a pessoa a ficar completamente desregulada. Sem ação a pessoa aumenta o fluxo de pensamentos, e como as condições fisiológicas são más, a mente fica predisposta a pensamentos negativos e compulsivos.

Os pensamentos negativos podem-se associar a 2 tempos, passado e futuro. Quando um pensamento negativo é constante e está relacionado com o passado, gera-se a depressão. Quando um pensamento negativo é constante e se relaciona ao futuro, gera-se a ansiedade. Ambos têm como origem o stress, a exaustão das glândulas adrenais e desregulação nos níveis de neurotransmissores, e é importante combater estes fatores rapidamente de modo a aliviar estes sintomas. O uso de plantas adaptogénicas costuma ser a escolha mais acertada, uma vez são produtos naturais, com multi benefícios e tendem a estabilizar o stress no organismo.

Origem e diferença entre Depressão e Ansiedade

A hirudoterapia é um tipo de tratamento da medicina alternativa onde se usam sanguessugas para tratar problemas de saúde. Esta terapia tem vindo a crescer nos últimos anos, uma vez que consegue resolver problemas crónicos onde a maior parte dos fármacos não soluciona. Alem disso as sanguessugas não acarretam efeitos secundários e podem atuar beneficamente sobre todo o corpo, ao contrário de químicos que afetam o organismo localizadamente.

O tratamento com sanguessugas é um processo simples em que o paciente descança enquanto a sanguessuga trabalha. Normalmente uma pessoa fica deitada, uma vez que a terapia não tem um tempo certo (podendo demorar entre 1 a 2 horas). O tratamento termina quando a sanguessuga cai devido ao excesso de sangue acumulado.

tratamento com sanguessugas

Porque as sanguessugas fazem bem à saúda?

Este animal já é usado há milhares de anos nas medicinas ancestrais, com relatos de bastante eficácia no tratamento das mais diversas doenças, mas hoje com a tecnologia existente podemos ter uma melhor noção dos potenciais efeitos da sanguessuga.
As sanguessugas absorvem o sangue, estimulando o corpo a fabricar nova hemoglobina. Este processo permite remover material tóxico do sangue antigo e promover um novo sangue totalmente livre de impurezas. Isto é particularmente importante para pessoas que têm problemas renais e linfáticos, uma vez que o corpo não filtra/remove corretamente as impurezas.
Mas hoje podemos dizer que mesmo que estes 2 sistemas não estejam comprometidos, existem toxinas que ainda assim são reabsorvidas pelo corpo, assim como existem outros tóxicos como os metais pesados que causam danos nos rins e são de difícil remoção. Enquanto estiverem no sangue, estas substâncias podem ser facilmente removidas pelas sanguessugas que irão melhorar a sua saúde a longo prazo.

As sanguessugas libertam ainda uma substância chamada hirudina que atua como um anticoagulante e ajuda a melhorar a oxigenação sanguínea. A hirudina é particularmente importante para prevenir e mesmo tratar problemas cardiovasculares.

hirudoterapia
Com a renovação sanguínea e ação anticoagulante o organismo irá libertar muita tensão, um sintoma comum que expressa a boa disposição das pessoas após um tratamento em Hirudoterapia.
Resumindo alguns dos benefícios da Hirudoterapia:


Alivio do stress físico e mental;
Diminuição das dores de cabeça e fadiga;
Suporta o sistema renal e linfático na remoção de toxinas;
Melhora a circulação sanguínea;
Diminui problemas cardiovasculares;
Estabiliza a tensão arterial;
Ajuda a reduzir o colesterol;
Eficaz no tratamento de doenças autoimunes;
Reduz a inflamação;
Ajuda a reduzir o envelhecimento precoce;
Ajuda a emagrecer;

Os tratamentos com sanguessugas devem ser feitos num centro de Hirudoterapia especializado e com certificado de qualidade. As sanguessugas usadas nestes tratamentos têm que ser específicas e devem estar devidamente examinadas e esterilizadas. Evite comprar estes animais para tratamento caseiro caso não tenha conhecimento da sua origem.

Hirudoterapia - Os benefícios das Sanguessugas

O Kelp é uma alga marinha carregada de nutrientes essenciais e biodisponíveis para o nosso organismo. Por ser uma planta do mar, o Kelp contem minerais raros e úteis para tratar diversos problemas de difícil solução. Um exemplo deste tipo de minerais é o lítio, muito eficaz para tratar problemas de ansiedade, depressão, pensamentos obsessivo compulsivos, falta de atenção, etc...
Assim como o lítio também existem outros minerais importantes que são extremamente difíceis de encontrar na alimentação que ingerimos no nosso dia a dia. O Kelp é talvez o suplemento com mais variedade de nutrientes que permite atuar sobre o corpo com sinergia.

Mas a verdadeira razão porque o Kelp é utilizado como suplemento, é a sua concentração em iodo. Este elemento existe em cada célula do corpo, principalmente na tiróide onde é utilizado para produzir as hormonas T4 e T3 responsáveis pelo metabolismo do corpo. O iodo é também importante para remover toxinas e tem propriedades anti bacterianas e anti fúngicas. Muitas outras utilidades estão ainda por estudar...
O que torna o Kelp tão único em relação a outros suplementos de iodo como Lugol (iodeto de potássio), iodo atómico/nascente ou mesmo tintura de iodo é a sua biodisponibilidade em sinergia com os restantes nutrientes que permitem uma melhor absorção e metabolização deste mineral.

para a tiróide

O Kelp pode assim ajudar a combater problemas de hipotiróide e até mesmo hipertiróide (um caso mais complexo). A deficiência em iodo provoca hipotiroidismo que desencadeia sintomas depressivos, ganho de peso, fadiga mental/muscular, pensamentos negativos, diabetes, retenção de líquidos, etc... A administração de iodo mostrou eficácia na redução do câncer/cancro da mama assim como o alívio de sintomas de menopausa. É sem dúvida um mineral que ajuda a promover os níveis de Testosterona sendo considerado anti-estrogénico.

A dose diária recomendada pode ser facilmente atingida com uma cápsula de Kelp que geralmente contem cerca de 300mcg. Não há perigo algum em ultrapassar esta dose, o iodo apenas é tóxico em valores bem mais elevados. Estima-se que cada Japonês consome em media 12000mcg de iodo pela alimentação diariamente.
Por norma a nossa dieta não ultrapassa os 50mcg!

O Kelp pode rapidamente melhorar o nosso Qi e ajudar a controlar o stress mantendo o corpo nutrido de minerais mas tambem antioxidantes.
Sabia que os antioxidantes mais poderosos se encontram nas algas marinhas? Pois o Kelp é rico em flavonoides e carotenoides que protegem o organismo a nível celular, mas também ajudam o sistema linfático a expelir os resíduos tóxicos acumulados.

Durante as refeições, consumir uma cápsula de Kelp ajuda a melhorar a digestão, assim como a absorver algumas toxinas presentes nos alimentos processados.
Trata-se de um suplemento multi benéfico interessante para incluir na sua rotina.

Propriedades e Benefícios do Kelp (alga)

A Rhodiola Rosea é uma planta muito especial para quem quer aumentar a sua força e resistência física sem levar corpo à exaustão adrenal. Isto significa que esta planta oferece suporte ao organismo para balancear corretamente os níveis de stress e estabelecer um processo anti-inflamatório.
As características da Rhodiola Rosea permitem tratar pessoas com imbalanços de adrenalina e cortisol, que a tornam uma planta adaptogénica poderosíssima.

Os efeitos da Rhodiola Rosea sobre o sistema nervoso central, são muito significativos. De facto, esta planta tende a atuar mais diretamente na produção de neurotransmissores do que as restantes adaptogénicas. Esta ação tende a diminuir a exaustão do sistema nervoso autónomo simpático e a restabelece-lo novamente. Esta exaustão ocorre porque o subconsciente entende que o organismo está numa situação de "fuga", um processo  provocado pelo stress constante altamente degenerativo. Com  a manipulação dos neurotransmissores podemos alterar esse estado de "fuga" criando estabilidade nos níveis de stress.

Os compostos responsáveis pela produção de neurotransmissores são a Rosavina e a Salidrosida, que contêm propriedades antidepressivas e ansiolíticas.
Testes em ratos demonstraram que a Rosavina estimula a produção de Serotonina, enquanto que a Salidrosida estimula a produção de Dopamina não causando qualquer dependência após interromper a sua administração.
erva adaptogenica para o stress
A Rhodiola Rosea alem destas substâncias contem flavonoides que exercem uma ação antioxidativa protegendo o ADN. A desintoxicação do organismo também é melhorada pelo impacto destes antioxidantes sobre o sistema linfático e rins.
Resumidamente apresentamos os principais benefícios da Rhodiola:

Melhora a circulação e cognição cerebral;
Aumenta a concentração mental;
Aumenta a Dopamina e Serotonina;
Reduz a ansiedade e depressão;
Reduz o stress crónico/oxidativo;
Controla os níveis de cortisol;
Aumenta a performance sexual e auto estima;
Aumenta a resistência física;
Protege o ADN;
Promove a reparação celular;


Como tomar a Rhodiola Rosea?

Como a Rhodiola atua muito significativamente sobre os neurotransmissores, ao contrário de outras plantas ela deve ser administrada 2 a 3 vezes ao dia. Procure um extrato da planta e não a planta triturada. Certifique-se que o extrato contem Salidrosida e Rosavina.
200mg-250mg  1 a 2 vezes ao dia para suporte preventivo.
200mg-250mg  3 vezes ao dia para stress crónico.
400mg-500mg  3 vezes ao dia para estados depressivos graves.

Propriedades e Benefícios da Rhodiola Rosea

Sempre que o sistema neurológico é afetado ocorrem anormalidades na produção de neurotransmissores que afetam o nosso estado psicológico / emocional. Apesar de existirem causas genéticas que comprometem o nosso sistema, é no stress que se encontra a maior supressão e desregulação de todo o organismo. Para ajudarmos o nosso sistema a manter-se saudável devemos olhar com atenção para o que esta errado na nossa rotina, alimentação e ações... este deve ser sempre o primeiro passo antes de decidirmos arranjar um suporte para o corpo... retirar o máximo de tensão possível.

Como já referimos aqui no site, existem plantas específicas para cooperar com o nosso organismo e ajudar o corpo a adaptar-se a situações de stress, sem que isto afete internamente os nossos órgãos. A este tipo de plantas tão especiais denominamos por plantas adaptogénicas. Mas neste artigo não vamos falar de plantas adaptogénicas, mas sim de uma outra planta muito especial e com propriedades muito exclusivas... o Alecrim.

Durante muitos anos e por várias culturas se usou o Alecrim medicinalmente para tratar problemas de carácter psicológico. Estima-se que esta erva pode tratar a depressão e ansiedade, e é esta ideia que queremos debater.
serve para tratar a depressão e ansiedade

O Alecrim não é considerado uma planta adaptogénica, porem eu consideraria como semi adaptogénica uma vez que não exerce uma ação completa em torno do stress e glândulas adrenais. Quem conhecer verdadeiramente os benefícios da Ashwagandha entende que esta planta trabalha em 2 sentidos, funciona para pessoas com cortisol alto e para pessoas com cortisol baixo, isto indica que é uma planta muito tolerável pelo organismo, enquanto que o Alecrim tende a trabalhar apenas em 1 sentido, útil para quem tem cortisol elevado.

O problema do Alecrim para quem não produz cortisol (doentes de Addison) é que se trata de uma planta com propriedades estimulantes e tendem a desgastar ainda mais o organismo, exigindo energia que ele não pode fornecer.

No geral o Alecrim (em chá/infusão ou extrato) é muito eficaz para tratar ou aliviar problemas de depressão que estão mais ligados a taxa metabólica reduzida. Por outro lado o Alecrim não se mostra tão eficaz para tratar sintomas de ansiedade uma vez que tem efeitos estimulatórios e pode mesmo agravar a situação em pessoas com taxa metabólica rápida. Porem existem também casos de sucesso com uma administração muito reduzida e controlada.

Alecrim trata a Depressão e Ansiedade?

O Kefir é uma combinação não só de bactérias, mas também de fungos que atuam simbioticamente. Nem todo o Kefir é igual, ele pode mudar a percentagem de microorganismos consoante o ambiente em que se desenvolve. Temperatura, luminosidade e origem do leito podem influenciar este aglomerado de probióticos tornando-os geneticamente diferentes. Mas geralmente podemos dizer que o Kefir é composto pelos seguintes organismos:


Bactérias

Lactobacillus acidophilus
Lactobacillus brevis
Lactobacillus casei
Lactobacillus delbrueckii subsp. bulgaricus
Lactobacillus delbrueckii subsp. delbrueckii
Lactobacillus delbrueckii subsp. lactis
Lactobacillus helveticus
Lactobacillus kefiranofaciens subsp. kefiranofaciens
Lactobacillus kefiri
Lactobacillus paracasei subsp. paracasei
Lactobacillus plantarum
Lactobacillus rhamnosus
Lactobacillus sake
Lactococcus lactis subsp. cremoris
Lactococcus lactis subsp. lactis
Lactococcus lactis
Leuconostoc mesenteroides subsp. cremoris
Leuconostoc mesenteroides subsp. dextranicum
Leuconostoc mesenteroides subsp. mesenteroides
Pseudomonas
Pseudomonas fluorescens
Pseudomonas putida
Streptococcus thermophilus
especies de bacterias e fungos

Fungos / Leveduras

Candida humilis
Kazachstania unispora
Kazachstania exigua
Kluyveromyces siamensis
Kluyveromyces lactis
Kluyveromyces marxianus
Saccharomyces cerevisiae
Saccharomyces martiniae
Saccharomyces unisporus


A variedade de espécies de micro organismos presentes tornam o Kefir a fonte probiótica mais rica conhecida, superior a qualquer tipo de iogurte e outras colónias como o Kombucha.

Composição do Kefir: Bactérias e Leveduras / Fungos